Home / Destaque / Em Itaperuna, somente 1,8% dos eleitores fizeram o cadastramento biométrico

Em Itaperuna, somente 1,8% dos eleitores fizeram o cadastramento biométrico

Iniciado em maio deste ano, o cadastramento biométrico em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, alcançou até o momento somente 1,8% (1.379) dos 74.936 eleitores. A biometria ainda não é obrigatória para os eleitores do município, mas a Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores antecipem sua ida aos cartórios, a fim de evitar filas no futuro. O atendimento deve ser agendado pelo site do TRE-RJ (www.tre-rj.jus.br/agendamento) ou por meio do telefone (21) 3436-9000.

O procedimento é simples, rápido (dura menos de 15 minutos) e o eleitor já sai do cartório com o título e apto para votar pelo sistema de identificação biométrica. No momento do atendimento, o eleitor deverá ter em mãos documento de identidade oficial, comprovante de residência recente e o título de eleitor (se possuir). Todos os eleitores de Itaperuna podem realizar o cadastramento, inclusive aqueles cujo voto é facultativo, como os menores de 18 anos, os maiores de 70 anos e os analfabetos. A meta do TSE é de que todos os eleitores do país estejam cadastrados até 2022.

Atualmente, a biometria já está disponível para a grande maioria do eleitorado fluminenses: dos 92 municípios do estado, apenas 19 ainda não contam com kits biométricos. No estado do Rio de Janeiro, mais de 1,4 milhão de eleitores já fizeram o procedimento (cerca de 11% do total de 12.313.721). Os municípios de Búzios, Niterói e São João da Barra já passaram pelo cadastramento biométrico obrigatório dos eleitores, enquanto Rio da Ostras realiza o procedimento até 9 de dezembro, e Queimados, até 17 de março de 2018.

Tecnologia

O sistema com leitor biométrico identifica as impressões digitais e impede que alguém vote no lugar de outro eleitor, ou mesmo que utilize um documento falso de identidade para tirar o título, já que cada pessoa possui impressões digitais únicas. Quando comparecer ao posto de atendimento, o eleitor fará a coleta da impressão digital, irá tirar fotografia digital e também atualizará os dados cadastrais. No dia da eleição, ele será identificado em sua seção eleitoral por meio da impressão digital, e o sistema biométrico irá liberar a urna eletrônica para votação.

Fonte: TRE

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*